143

Prefeitura Municipal de Milagres

Pular para o conteúdo

Programas

Nesta seção o cidadão encontra à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos e ações dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos

Utilize o(s) campo(s) abaixo para pesquisar

Foram encontrados 17 resultados para a pesquisa.

Programa Formação pela Escola

Responsável: Secretaria Municipal de Educação

Metas: ? Oportunizar melhorias na qualidade da gestão pública educacional; ? Fortalecer o controle social dos recursos públicos ofertados pelo FNDE atendendo expectativas sobre o seu referido papel; ? Desenvolver estratégias garantindo a equalização dos cursistas envolvidos no processo da formação EAD; ? Promover seqüência de dados oriundos de práticas educacionais contribuindo para a formação dos mesmos; ? Desenvolver o processo de socialização, interação e co-participação entre os cursistas participantes; ? Elencar ideias que permitam construir fundamentos para o contexto educacional de forma transparente e evoluída; ? Preparar cidadãos que atuem em parceria com o governo, de modo a buscar a melhoria da escola, facilitando o acesso, a permanência e o desenvolvimento de crianças, jovens e adultos matriculados nos diferentes níveis e modalidades de ensino. ? Integrar uma rede de cidadãos que têm importante papel na gestão, no monitoramento e no controle social dos recursos públicos destinados à educação; ? Acompanhar o cursista no processo de aprendizagem, realizado pelo tutor do Formação, que desempenhando o papel de orientador técnico e pedagógico na fase presencial e na de educação a distância. Além disso, o programa conta com a equipe gestora estadual ou distrital, que monitora e avalia as atividades de tutoria e os resultados de execução após o curso; ? Atingir um fluxo de amplos conhecimentos, capaz de fortalecer a Educação Básica ao final de cada temática ofertada.

Indicadores: ? Propor atividades que desempenhem o processo ensino-aprendizagem, de modo a qualificar-se através da prática; ? Implementação do Programa Nacional de Formação Continuada a Distância nas Ações do FNDE (Formação pela Escola), em parceria com estados e municípios; ? Eqüidar ao projeto pedagógico, ao Plano de Desenvolvimento das Escolas e ao Plano de Ações Articuladas da educação do município transformando ? a em fatores de desempenho qualitativo através do Formação pela Escola; ? Aproveitamento satisfatório nos itens de avaliação, conquista de certificado de conclusão do curso após realização de atividades propostas pelo Programa Formação pela Escola;

Resultados: Foram ofertadas até o presente momento o curso de Competências Básicas e Censo Escolar, oriundos de conceitos históricos e processos ao longo do percurso educacional, a partir dessas ofertas houveram evoluções quanto ao conhecimento estabelecido pelo sistema do FNDE, o avanço foi detectado com base nas atividades estabelecidas, no processo de socialização a partir dos encontros realizados. A busca por conhecimentos parte da prática de cada indivíduo, essas temáticas nos concedem crescimento pessoal e profissional. Os encontros presenciais seguem o cronograma definido pela Tutoria, onde pudemos desenvolver critérios para a evolução da prática pedagógica dos cursistas. Foram formadas duas turmas, tendo índice de evasão que equivale a menos de 1 %, contudo, os resultados atingidos foram produtivos e satisfatórios.

Informações Adicionais: curso de 40 horas é realizado em duas fases: fase presencial, com oito horas, e fase a distância, com 32 horas, num período mínimo de 30 dias e máximo de 45. 01 tutor 02 turmas 62 pessoas da comunidade envolvidas

Pacto

Responsável: Secretaria Municipal de Educação

Metas: ? Envolver 100% dos Professores e Coordenadores Pedagógicos dos ciclos de alfabetização inicial e complementar, a partir das Formações Pacto/Pnaic no Processo de Construção e discussões das Diretrizes Municipais para os ciclos de alfabetização com vistas na Educação de Qualidade; ? Incentivar a participação dos estudantes nas avaliações externas. ? Propiciar estratégias que no final do 2º ano do ensino fundamental de nove anos 100% dos alunos alcancem em leitura o nível 5 nos resultados da Provinha Brasil; ? Desenvolver práticas pedagógicas que colaborem com os direitos de aprendizagem estabelecidos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática ? No final do 3º ano com a Realização da Avaliação Nacional da Alfabetização devem alcançar NÍvel 4 da (ANA) Avaliação Nacional de Alfabetização .

Indicadores: - Elevar o nível de conhecimento/aprendizagem das crianças, professores e coordenadores da rede; - Auxiliar o fazer pedagógico do professor e CPs; -Conhecer e acompanhar as crianças que apresentaram maiores dificuldades fazendo as intervenções adequadas ao nível de escrita e com foco nas habilidades fragilizadas; - Avanços na aprendizagem das turmas, principalmente, nas produções textuais.

Resultados: Ao final da última etapa de trabalho do PACTO 2017, constatamos a evolução da equipe de alfabetização do 1º ciclo (1º ao 3º ano) na perspectiva das práticas alfabetizadoras, numa proposta interdisciplinar, sinalizando possibilidades de intervenções nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática no Ciclo de Alfabetização. Sobretudo, com as reuniões do NALFA (Núcleo de Estudos de Alfabetização e Letramento) aprofundamos as discussões acerca das ações de gestão, planejamento, monitoramento, avaliação e acompanhamento da política municipal de alfabetização no contexto de cada rede.

Informações Adicionais: Envolvidos: - 1 coordenador local. - 1 coordenador pedagógico. - 36 professores alfabetizadores. - 520 alunos do Ciclo de Alfabetização.

Horta Comunitária: promovendo saúde e bem estar social

Responsável: Secretaria Municipal de Educação

Metas: Trata-se de um projeto que visa proporcionar à comunidade escolar uma alimentação que alie consciência sustentável e os benefícios dos alimentos cultivados de forma orgânica, pelos próprios membros das escolas do município. A iniciativa do projeto parte da ideia de promover na alimentação dos alunos uma diferenciação dos anos anteriores, fortalecendo vínculos e a coparticipação da sociedade e da escola, com fundamentos que venham favorecer a Educação como todo.

Indicadores: A inserção deste projeto se dá de maneira a contribuir para a construção de uma consciência nos alunos voltada para a sustentabilidade, preservação do meio ambiente e que leve em conta a importância de uma alimentação saudável, estendendo-se para a importância do trabalho em equipe, uma vez que conta com o apoio e participação de membros da comunidade local que oferecem seu trabalho de forma voluntária. A produção e o cultivo estão atrelados às disciplinas com o propósito de promover a interdisciplinaridade, tais como: Meio Ambiente, Geografia, Matemática, História, entre outras. A implantação da horta comunitária baseia-se na iniciativa e inovação das práticas didáticas que envolvam alunos do Ensino Fundamental II, além de proporcionar a reeducação alimentar juntamente com o afloramento de uma consciência ambiental.

Resultados: ? Estímulo a hábitos alimentares saudáveis; ? Fortalecimento do convívio comunitário; ? Exercício da cooperação e do trabalho em equipe; ? Favorecimento na aquisição de novos conhecimentos técnicos de plantio e manejo; ? Promoção da interdisciplinaridade entre disciplinas como: meio ambiente, geografia, história, matemática, entre outras; ? Incentivo aos participantes no cultivo da horta em suas residências; ? Promoção da reeducação alimentar;

Informações Adicionais: 95 alunos envolvidos 1 escola contemplada 1 coordenador municipal 4 professores

Serviço de Proteção e Atendimento Integral à família (PAIF)

Responsável: Secretaria Municipal de Assistência Social

Metas: Atender 500 famílias e ou indivíduos/Ano

Indicadores: Redução da ocorrência de situações de vulnerabilidade social; Prevenção da ocorrência de riscos sociais, seu agravamento ou reincidência no território de abrangência do CRAS;

Resultados: Aumento de acessos a serviços socioassistenciais e setoriais; Melhoria da qualidade de vida das famílias residentes no território de abrangência do CRAS

Informações Adicionais: Responsável: Fábio Barbosa dos Santos - assistente social

Serviço de proteção e atendimento especializado a famílias e indivíduos (PAEFI)

Responsável: Secretaria Municipal de Assistência Social

Metas: Atender 500 famílias e ou indivíduos/ano.

Indicadores: Redução das violações dos direitos socioassistenciais, seus agravamentos ou reincidência; Acesso a serviços socioassistenciais das políticas públicas setoriais. Identificação de situações de violência de direitos socioassistennciais.

Resultados: Melhoria da qualidade de vida das famílias.

Informações Adicionais: Assistentes Sociais - Cláudia Núbia dos Santos Alves e Mayana da Silva Oliveira



Total de 5 registos por página